sábado, 25 de fevereiro de 2006

Tem espião no samba

bloco da abinFuncionários da ABIN fizeram uma manifestação ontem em Brasília, com reivindicações salariais.
A foto mostra que eles estavam, bem de acordo com a profissão, devidamente camuflados, sendo que um deles estava vestido de besta-fera, "com o rabo cheio de estrelas e o dinheiro na cueca", segundo o Estadão online.
No espírito do carnaval e da arapongagem (quer dizer, da "carcaragem", já que mudaram o símbolo), eles cantaram um samba com o seguinte refrão:
- Cuidado com o Carcará/ pois o segredo ele pode revelar/ não fica estrela nem tucano/ nem general que não entre pelo cano.

3 comentários:

  1. Anônimo26.2.06

    Mello, não sabemos se isso aí é uma ameaça verdadeira ou estilizada.

    hehehe

    ResponderExcluir
  2. Anônimo26.2.06

    Mello: Até quando vamos ficar ouvindo essas asneiras sobre comparar o crescimento do PIB do Brasil com o do Haiti? Será que não tem um economista para por essas coisas no lugar? Ou para simplesmente comparar a média do crescimento do PIB sob os oito anos de reincado de Fernando II que foi de 2,3% com os 2,6% dos tres anos do governo Lula? Ofereço a V., de graça uma pista: ontem, 24.2. saiu uma reportagem no jornal alemão Bildzeitung sobre a economia daqule país. A comprometida e comprada imprensa brasileira diz que o Brasil só cresceu mais do que o Haiti.
    Mentira. O Brasil cresceu mais do que a Alemanha (0,9%) em 2005. E ela é a terceira maior economia do mundo!Inversamente proporcional ao Brasil, que tem feito distribuição de renda e o povo tem comprado mais, na Alemanha as lojas estão cada dia mais vazias.17,2% ou 11,17 milhões de alemães ganham exatamente o necessário para pagar o aluguel e comprar comida para sobreviver. Não sobra um único centavo para um extra.26,2% tem por mês somente 100 Euro (250 reais) de sobra para ir a um cinema ou a um restaurante tomar uma cerveja. É importante lembrar que um copo de cerveja(200ml) custa aproximadamente 6 a 7 reais e uma entrada de cinema 20.O salário cresceu em média 0,4% ao ano enquanto a inflação creceu 2%. Porue não comparam essas coisas,os Josias, os NOblats ,os Fernando Rodrigues e tantos outros jornalistas de aluguel, prostitutos do PFL e do PSDB, que escarnecem do povo e envergonham a profissão?
    Responda Mello, não se cale!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2.3.06

    Caro Ronaldo Rosas Filho, comparar o crescimento do PIB alemão com o do brasileiro é mais ou menos a mesma coisa que comparar o crescimento brasileiro com o do Haiti. A Alemanha, o Japão, os EUA e outros não crescem mais do que essas modestas taxas porque já são países desenvolvidos, já possuem economias consolidadas e estabilizadas.

    É preciso comparar o crescimento brasileiro com o dos países emergentes, mais ou menos iguais ao Brasil, que ainda buscam o desenvolvimento pleno.

    Portanto, tanto a comparação do Br com o Haiti como a comparação com a Alemanha são incorretas.

    O baixo crescimento do Br em relação aos emergentes (Índia, China, Rússia, Coréia do Sul, Irlanda etc) demonstra tão-somente que estes só conseguem crescer mais porque ajustaram o que tinha de ser ajustado no modelo liberal. Ou seja, todos eles investiram pesado em educação, ciência e tecnologia de ponta e infra-estrutura geral, pontos que aumentam a competitividade interna e externa das nações no médio e no longo prazo.

    O modelo liberal adotado pelo Brasil desde Itamar, com inflação baixa, mas com juros públicos altíssimos, moeda local sobrevalorizada, carga tributária selvagem e insana, superavits primários altíssimos e ausência quase que total de investimentos públicos e privados estruturantes não podem levar ao progresso econômico e social de uma nação.

    Como diz o lema anti-positivista, não há progresso sem desordem. Não há desenvolvimento sem uma dose de instabilidade. Abraços!

    ResponderExcluir

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.