quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Governo vai mexer em férias, 13º, descanso semanal, FGTS. Adivinha quem vai se ferrar

Você que foi para as ruas gritando que o Brasil não seria comunista, que a cor do Brasil não é vermelha mas verde e amarela, e que engrossou multidões capitaneadas pelo pato da FIESP, saiba que o que está na mesa agora é a definição de quem vai pagar o pato.

Se você é trabalhador e não empresário, olhe-se no espelho e prepare-se. O governo do presidente Fora Temer está preparando um pacote de medidas que vai atingir em cheio direitos dos trabalhadores. Informa o Globo:

Farão parte dessa lista os direitos que a própria Constituição já permite flexibilizar em acordos coletivos como jornada de trabalho (oito horas diárias e 44 semanais), jornada de seis horas para trabalho ininterrupto, banco de horas, redução de salário, participação nos lucros e resultados e aqueles que a Carta Magna trata apenas de forma geral e foram regulamentados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Estão neste grupo, férias, 13º salário, adicional noturno e de insalubridade, salário mínimo, licença-paternidade, auxílio-creche, descanso semanal remunerado e FGTS.

Como diz o ditado "quem pode mais chora menos", adivinha quem vai ficar chorando no final…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado