sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Petistas vão ao STF contra nomeação de Moreira Franco, delatado pela Odebrecht, para obter foro e fugir de Moro


Os deputados Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ) e Chico D'Angelo (PT-RJ) irão protocolar no Supremo Tribunal Federal uma ação pedindo a anulação da nomeação de Moreira Franco para o cargo de secretário-geral da Presidência, com status de ministro e direito a foro privilegiado.

Moreira, que de franco só tem o sobrenome, é citado na delação da Odebrecht, já homologada pela presidente do STF Carmem Lucia, feita pelo diretor Claudio Melo. O Angorá (apelido de Moreira no esquema) teria recebido R$ 4 milhões da empresa ilegalmente.


Fazem bem os deputados do PT em reagir. E fizeram melhor ainda quando afirmaram que vão pedir que o ministro Gilmar Mendes cuide do caso. Afinal, em março do ano passado Mendes foi contrário à nomeação de Lula ministro de Dilma, alegando que o objetivo da nomeação era "fugir da investigação que se faz em Curitiba, deixando esse tribunal muito mal”.

E agora? Os casos são parecidos, mas têm uma diferença fundamental: Dilma precisava da ajuda de Lula, que não fazia parte do governo, e por isso o nomeou. Moreira Franco já faz parte do governo e o cargo de ministro não tem outra explicação, a não ser o upgrade para foro privilegiado, longe das garras dos justiceiros de Curitiba, Moro à frente - embora este não costume ser tão malvado quando se trata de não-petistas...

Se o STF ou a PGR não agirem ficará ainda mais evidente a cumplicidade dos dois com o golpe de Estado vigente no país,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado