domingo, 26 de março de 2017

Tinha duas crianças no meio do caminho. No meio do caminho tinha duas crianças



Segundo a ONU, há cerca de 800 mil refugiados do Sudão do Sul ou Sudão Meridional em acampamentos em Uganda. Em sua maioria, mulheres e crianças fugidos da guerra no país.

O Sudão do Sul é um dos países mais miseráveis da África, logo, do mundo.  

Melhor dizendo, não é o país que é miserável, mas sua população, que vive na miséria. O país é rico. Em petróleo. Isso basta para transformá-lo numa praça de guerra. Quem ganha com isso, é claro, não são os sudaneses.

Mas esta postagem é sobre outra coisa, uma reportagem excelente da Al Jazeera, em inglês, com alguns dos refugiados sudaneses contando suas histórias da guerra. Vou deixar o link para você conferir: http://www.aljazeera.com/indepth/features/2017/03/south-sudan-dead-bodies-170312061205916.html

Foi lá que apanhei para dividir com vocês esta foto linda que ilustra a postagem. São dois meninos , e já refugiados no mundo. Andam abraçados numa estrada poeirenta. Eles me lembraram Carlitos, que saía andando assim sozinho na estrada rumo ao horizonte, no final dos filmes.

O filme destes dois está apenas começando, e já nos trouxe esta bela imagem de amizade e ao mesmo tempo de solidão — a solidão destes pequenos amigos expulsos de seu país neste mundo absurdo.

No meio do caminho…



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado