sábado, 21 de outubro de 2017

Geddel aponta dedo podre para Temer e dedura: - Foi ele!


Calma, ainda não é a delação premiada do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima. Foi só uma primeira chegada na Polícia Federal, um cartão de visitas. A acusação a Temer não foi a de ser o chefe da quadrilha, mas de ter sido Temer quem o indicou para a presidência da Caixa.

Havia dúvidas sobre quem havia cometido tal barbaridade, colocar Geddel na Caixa para fazer o caixa do PMDB. Alguns diziam que havia sido Cunha. Outros, o também ex-ministro Henrique Alves. Mas Geddel, segundo a Folha hoje, disse que assumiu o cargo por indicação da presidência do PMDB, que na época era exercida pelo hoje presidente da República.


A apreensão dos mais de R$ 51 milhões em um apartamento cedido a Geddel mostra que sua administração na Caixa foi profícua.



Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog

Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado