segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Temer usa método de Pablo Escobar para convencer deputados a votarem contra denúncia: Plata o plomo (Grana ou chumbo)

Grana ou chumbo. Você decide

A reunião na noite de domingo no Palácio Alvorada teve um tanto de cartel de Medellin, quando se decidiu que a estratégia para que os deputados barrem na quarta-feira o início do processo contra Temer por corrupção ficou definido na famosa frase do traficante Pablo Escobar: Plata o plomo.

Traduzida para o temerês quer dizer o seguinte: Ou votam contra o processo e recebem dinheiro e agrados do governo ou  deixam o processo correr e aí vão levar chumbo: a ordem é retirar todos os cargos que estejam em poder do deputado "inimigo" e seus apoiadores.


O governo está disposto a retaliar os deputados da base aliada que não apoiarem o presidente Michel Temer na votação da segunda denúncia contra ele, marcada para esta quarta-feira no plenário da Câmara. Em reunião realizada na noite deste domingo no Palácio da Alvorada, o presidente, ministros e líderes governistas avaliaram que a votação representará o mais importante teste de fidelidade da base e servirá para medir com quem o Planalto pode ou não contar de agora em diante.
Embora a ameaça não esteja sendo feita publicamente, auxiliares de Temer afirmam que os infiéis perderão cargos no governo, o que pode levar à necessidade de uma reforma ministerial. O diagnóstico é que a pressão do Planalto servirá para parlamentares indecisos reavaliarem posições, porque os partidos não vão querer perder postos estratégicos às vésperas de um ano eleitoral.
A maior incógnita, até agora, diz respeito ao PSDB. Em 2 de agosto, na votação da primeira denúncia apresentada pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot contra Temer, por corrupção passiva, os tucanos se dividiram. Na ocasião, 22 deputados do PSDB foram a favor do arquivamento da acusação, mas 21 se posicionaram pela abertura do processo no Supremo Tribunal Federal (STF). À época, afilhados políticos de infiéis perderam cargos de segundo e terceiro escalões, mas os tucanos foram poupados. [Fonte: Veja]

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog

Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado