quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Para reduzir danos, Globo vai ter que assumir pagamento de propina à FIFA, mesmo que ponha culpa em seu ex-executivo

Manchete de jornal internacional ligando Globo à corrupção na FIFA

O depoimento do argentino Alejandro Burzaco botou a Rede Globo no centro das investigações sobre corrupção na FIFA e nas Confederações de Futebol, CBF inclusive.

Agora, em seu blog, o ex-governador Garotinho, que como deputado federal foi ativo na denúncia de corrupção na CBF, afirma que as delações de um sócio da Rede Globo, J.Hawilla, vão tornar inevitável que a Globo, mais dia menos dia, assuma que pagou propina a dirigentes da FIFA e de Confederações, ainda que jogue a culpa nas costas de seu executivo Marcelo Campos Pinto, que era representante da emissora nas negociações sobre compra de direitos de transmissão de futebol.

Difícil vai ser explicar como Marcelo Campos Pinto (O MCP nas listas de J.Hawilla) pagava propina em nome da Globo, sem que a Globo soubesse...

Aqui, a estreita ligação de Hawilla com a Globo:

Para situar o leitor sobre quem é J. Hawilla e suas ligações com o grupo Globo, e a importância do esquema mundial envolvendo eventos esportivos é importante saber que em 2003, o empresário fundou a TV Tem, uma cadeia de emissoras de televisão, afiliadas da Rede Globo no interior de São Paulo. Cobre 318 municípios, alcançando em termos de público 49% do interior paulista. J. Hawilla também, em 2009, junto com a família Marinho, comprou o jornal Diário de S. Paulo. O empresário também tem uma produtora chamada TV 7, que produz os programas Auto Esporte, Pequenas Empresas e Grandes Negócios, entre outros, todos exibidos pela Globo. Mas o grande negócio da vida de J. Hawilla é a Traffic Entertainments e Marketing. Foi através dessa empresa que ele se tornou a ponte de propina paga pelo Grupo Globo aos dirigentes da FIFA, da CBF, da CONCACAF (América Central) e outras entidades do futebol mundial. Sua ligação com a Globo é tão grande que a TV Tem de São José do Rio Preto, sua cidade natal, tem como sócio Paulo Daudt Marinho, filho de João Roberto Marinho, um dos três filhos que herdaram o império de Roberto Marinho. O próprio João Roberto é sócio de dois filhos de J. Hawilla, Stefano e Renata, na TV Tem de Sorocaba.
Os crimes cometidos por J. Hawilla nos Estados Unidos são: extorsão, lavagem de dinheiro, conspiração por fraude eletrônica e obstrução à Justiça. A Promotoria de Justiça o acusa de ter intermediado subornos. Ele admitiu os crimes e para não ir para a cadeia delatou quem recebia propinas, e pagou meio bilhão de reais de multa aos Estados Unidos. 

Leia mais no Blog do Garotinho.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.