quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Terminou o julgamento de Moro e ele foi absolvido por seus amigos e colegas da Faculdade por 3 a 0

Falha da Band anunciando  a condenação de Lula, antes mesmo dos desembargadores começarem a votar

Em resumo, foi isso o que aconteceu hoje em Porto Alegre. Quem estava sendo julgado não era Lula, mas Moro e sua condenação de Lula sem provas, mas com convicção. E ele foi absolvido por seus parças - um até se diz "amigo pessoal" (alguém conhece amigo que não seja pessoal?) e chegaram a trocar dedicatórias em livros e teses.

Aliás, em sua sentença sobre Lula, como já afirmei antes aqui, Moro cita sete (sic) vezes o desembargador João Pedro Gebran Neto, que é simplesmente o relator responsável pelo processo de Lula em segunda instância.

Lula já estava condenado. O mundo inteiro sabia disso. Faz parte do golpe, "com o Supremo, com tudo". Então, o julgamento era sobre Moro e sua sentença.

No Brasil, 100 dos principais juristas do país escreveram o livro “Comentários a uma sentença anunciada – O Processo Lula”, condenando a sentença de Moro.

Um manifesto, assinado por mais de 100 mil personalidades do mundo inteiro, também criticou Moro. Confira aqui algumas das principais assinaturas

Até tucanos conhecidos e históricos como Bresser Pereira e Paulo Sérgio Pinheiro condenaram Moro.

No exterior, Moro também só levou pau. O juiz italiano da Operação Mãos Limpas, que inspirou Moro, Gherardo Colombo, criticou Moro. Outro juiz italiano, Luigi Ferrajoli, considerado um dos mais importantes do mundo, também criticou Moro.

Herta Däubler-Gmelin, que comandou Ministério alemão da Justiça, disse que a condenação de Lula por Moro revelaria a inexistência do Estado de Direito no Brasil.

O New York Times publicou artigo dizendo que condenação de Lula lançaria democracia do Brasil no abismo.

E no Brasil, quem defendia Moro além de seus procuradores de deus e os defensores e articuladores do golpe? Qual grande jurista ou intelectual brasileiro defendeu Moro?

Apenas a mídia corporativa trabalhava o Super Moro com tal afinco que acabou se precipitando e dando a tremenda bandeira que foi anunciar a condenação por unanimidade de Lula (o que se confirmou), antes mesmo dos desembargadores começarem a votar (imagem)...

Foi nesse clima que os colegas de Moro se uniram (há suspeitas de que se uniram literalmente) e passaram hoje horas e horas defendendo o colega e no final o absolvendo por 3 a 0 e até piorando a condenação de Lula em três anos, como a dizer que Moro foi até bonzinho...


Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado