quinta-feira, 12 de abril de 2018

Julgamento de Moro no CNJ, que poderia levar à sua demissão, adiado mais uma vez. Impunidade dura dois anos

Moro cínico

Tempo estimado de leitura: 50 segundos

Julgamento do juiz Moro no CNJ por crime que teria cometido há dois anos e que seria realizado na próxima terça, dia 17, foi adiado para o dia 24, em nota seca do CNJ:

A Secretaria Geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) publicou nesta quarta-feira (11/4) a Portaria 9 comunicando que a 270ª Sessão Ordinária do CNJ, inicialmente prevista para a próxima terça-feira (17/4), foi adiada para o dia 24/4, às 9 horas.

Assim, enquanto o presidente Lula foi julgado e condenado (sem provas) em tempo recorde, o processo que pode levar à demissão do juiz Moro se arrasta há dois anos sem julgamento.

São dois processos contra Moro, marcados com os números 36 e 37, na pauta de julgamento do CNJ desta terça dia 17. Ambos adiados junto com os demais.

Provavelmente, no dia 24, o caso não será julgado mais uma vez, ou por falta de tempo (como na última) ou porque o juiz voltou com ele para o colo, como na penúltima.

O julgamento é em cima da divulgação pelo juiz do grampo ilegal de uma conversa entre a, na época, presidenta Dilma com o ex-presidente Lula.

Nos Estados Unidos, país de sua devoção e para onde já anunciou que irá se mudar em breve, Moro estaria em cana desde aquela época. Aqui, nem julgado é.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado