quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Se Ciro fosse para o 2° turno e Haddad e o PT agissem como ele e alguns ciristas, como estaria Ciro?

Ciro Gomes fazendo com a mão o gesto de espera aí

Muitos ciristas, não todos, estão enchendo o saco nas redes sociais com o mimimi de "não falei que só o Ciro é que podia ganhar do Bolsonaro?", confrontando o tempo todo o resultado de agora com as pesquisas de primeiro turno.

Só que há um problema aí: em todas as pesquisas de primeiro turno, a vitória de Ciro contava com o apoio massivo dos petistas, que sempre disseram desde o início da campanha que, caso Ciro fosse para o segundo turno, seria apoiado por Haddad e pelo PT.

A recíproca, vemos agora na prática, não era, nunca foi nem é verdadeira. Tão logo o resultado das urnas confirmou a passagem de Haddad ao segundo turno (sempre com o dobro dos votos de Ciro em todas as pesquisas), Ciro se mandou para o exterior e lá continua até hoje, resistindo a apelos de todos, a começar por Haddad, mas também de vários líderes políticos, religiosos, artistas e intelectuais de diferentes partidos, para que declare em alto e bom som seu apoio a Haddad e, melhor ainda, entre na campanha, embora já não possa mais ser usado em programas de rádio e TV.

Não se cobre de Ciro a grandeza de um Brizola, que engoliu a passagem de Lula para o embate final com Collor em 1989, sabendo que ali se fechavam as portas de uma sonhada eleição presidencial para ele. Mas que Ciro fosse apenas o Ciro que no primeiro turno chegou a declarar que apoiaria Haddad. Nem isso ele fez até agora.

Não digo que Ciro age como um canalha, porque o respeito e aguardo o desenrolar da história. Ele teve um problema de saúde pouco antes da votação e pode estar com uma doença grave ou coisa assim. Mas os ciristas que ficam zoando e parece que comemorando uma possível vitória de Bolsonaro, esses, sim, agem como canalhas.

E deveriam responder honestamente a esta pergunta: Se a situação estivesse trocada, Ciro disputando e Haddad mudo lá fora, com petistas zoando a campanha ainda por cima, como estaria Ciro? (Não falo nada aqui sobre os efeitos do Zapgate, porque este afetaria qualquer um). Ciro conseguiria vencer sem os votos do PT?

A resposta, óbvia, é não. Então, parem de mimimi, companheiros, e vamos à luta buscar um voto por dia para Haddad a fim de virar esse jogo e barrar o fascismo e o golpe.

Essa vitória tem que ser nossa - ciristas, inclusive. Boralá.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado