quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

10 mil idosos, nascidos entre 1932 a 1953, podem pagar a conta dos milhões de fake news no WhatsApp em favor de Bolsonaro

Idosos aguardando atendimento

É este o número de CPFs falsos usados pelas agências Quickmobile, Croc Services, SMS Market e Yacows, na campanha de disparo de milhões de fake news com acusações falsas contra Haddad e o PT, que incluíram pedofilia, kit gay e mamadeira com bico em forma de pênis.

A lista com os 10 mil nomes e seus CPFs foi entregue por um funcionário do grupo aos repórteres da Folha Artur Rodrigues e Patrícia Campos Mello - esta a mesma que publicou reportagem denunciando a fraude, foi ameaçada pelo grupo de bolsonaristas e acaba de ser homenageada pela Revista Time (leia aqui Revista Time escolhe repórter que denunciou fraude do WhatsApp em favor de Bolsonaro como uma das personalidades do ano).

Como o processo está na Justiça, todos os 10 mil idosos podem acabar pagando o pato, nem que seja apenas com a chateação de ter que provar que os números usados nos disparos nunca foram seus.


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado