sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Governo Moro quer acabar com investigação sobre parentes de políticos e tornar ultrassecretos super salários de funcionários

Flávio Bonsonaro e Queiroz
Flávio Bolsonaro e Queiroz

O "justiceiro" de Curitiba está em maus lençóis. O governo a que serve, além das gravíssimas e várias acusações de corrupção, com ministros réus, quer agora barrar o monitoramento de parentes de políticos pelo Coaf (órgão que Moro chamou e conseguiu para seu ministério) e impor sigilo sobre super salários de funcionários públicos por 25 anos.
O Banco Central tenta afrouxar as regras de controle da lavagem de dinheiro no país propondo a retirada de parentes de políticos de uma lista de monitoramento. Também quer derrubar a exigência de que os bancos toquem um alarme quando fizerem transações de mais de R$ 10 mil. 

Além disso, nesta quinta (24), um decreto estendeu a funcionários de segundo escalão o poder para classificar um documento oficial como ultrassecreto, restringindo seu acesso por 25 anos.[Fonte: Folha]
Como quem cala consente e Moro não condenou as medidas...


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado