quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Mourão se aproxima dos jornalistas para um golpe no golpe de Bolsonaro

Mourão de olho na faixa de Bolsonaro

Desde o início ficou claro para quem acompanha a política que o vice-presidente general Mourão está de olho na cadeira de Bolsonaro [reparem no olhar dele na imagem].

De início, Mourão pretendia ser apenas uma eminência parda, um Golbery, comandando Bolsonaro como a uma marionete, porque sabe que o Jair não tem a mínima condição de ser presidente da República. Não tem preparo, vocação nem disposição para isso. É político pequeno, do baixo clero, das pequenas corrupções, das sobras...

Mourão chegou a declarar à imprensa que teria uma sala ao lado da de Bolsonaro e uma grande equipe a assessorá-lo.

Só que Bolsonaro chegou onde chegou porque tem vários defeitos, mas não é burro. Sacou o olhar interesseiro de Mourão e cortou-lhe as asas. Não só não lhe deu a sala contígua dos sonhos, como não lhe deu tarefa alguma, a não ser a de ser o vice-presidente e substituí-lo quando necessário.

Tanto é verdade que foi uma batalha para convencerem Bolsonaro a passar o cargo a Mourão durante a cirurgia.

Bolsonaro deu um autogolpe, como defendi aqui e aqui. Ele havia dito que iria fazê-lo. Colocou generais tutelando ou comandando ministérios, e até um na presidência do STF, controlando Toffoli.

A milicada está adorando, porque têm as benesses do poder sem os ônus, e onde der merda, é culpa do presidente...

Excluído, Mourão tenta reagir dando declarações simpáticas à imprensa, recebendo jornalistas da Globo, com quem Bolsonaro vive uma guerra particular.

Tenta fugir da imagem de troglodita, de homem que tem como herói o torturador Brilhante Ustra.

Seu objetivo é dar um golpe no golpe, afastar Bolsonaro e comandar o país.

A guerra interna é velada mas está declarada.

Fato é que com Bolsonaro ou Mourão na presidência, os militares continuam no comando dos destinos do Brasil, como em 1964.

Daquela vez ficaram por 21 anos. E agora?


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado