sábado, 9 de março de 2019

Lava Jato cria fundo ilegal para alimentar candidaturas de Moro e Dallagnol com R$ 2,5 bi da Petrobras

Dallagnol e Moro

Na maior cara de pau, e com a intenção de que tudo ficasse em sigilo, a turma da Lava Jato fez um acordo com os Estados Unidos para se apropriar de R$ 2,5 bilhões que a Petrobras pagaria a investidores prejudicados.

Com isso, procuradores criariam um fundo, administrado por eles, com essa verba bilionária, sem concorrência, para ser usada da forma que acharem mais conveniente para "combater a corrupção" no Brasil.

No fundo, no fundo, o tal fundo deve ser usado para alavancar a candidatura de Dallagnol a Procurador Geral da República no lugar de Raquel Dodge (a eleição é em setembro deste ano) e a de Moro a presidente da República em 2022.

A guerra ao STF também tem o objetivo de amedrontar os ministros, que devem votar pela ilegalidade da criação do fundo pela turma da Lava Jato.


Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda.



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

2 comentários:

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado