domingo, 23 de junho de 2019

Folha: 'Ao examinar o material [do Intercept], a reportagem da Folha não detectou nenhum indício de que ele possa ter sido adulterado'

Print cabeçalho matéria Folha

O Intercept Brasil resolveu abrir todo o material que recebeu de uma fonte anônima sobre a Turma da Lava Jato, numa tentativa de barrar a força da Globo, que tenta desqualificar o material para salvar Moro e a si mesma, pois certamente aparecerá material contra ela nas mensagens.
O site permitiu que a Folha tivesse acesso ao acervo, que diz ter recebido de uma fonte anônima há semanas. A Polícia Federal abriu inquéritos para investigar suspeitas de ataques de hackers a telefones de procuradores e do ministro Sergio Moro (Justiça).
Nos últimos dias, repórteres do jornal e do site trabalharam lado a lado, pesquisando as mensagens e analisando seu conteúdo.
O pacote obtido pelo Intercept reúne mensagens privadas trocadas pelos procuradores em vários grupos no aplicativo Telegram desde 2014, incluindo diálogos com o ministro Moro, que foi o juiz responsável pelos processos da Lava Jato em Curitiba até 2018.
Além das mensagens, o acervo inclui áudios, vídeos, fotos e documentos compartilhados no aplicativo.
Ao examinar o material, a reportagem da Folha não detectou nenhum indício de que ele possa ter sido adulterado.
Os repórteres, por exemplo, buscaram nomes de jornalistas da Folha e encontraram diversas mensagens que de fato esses profissionais trocaram com integrantes da força-tarefa nos últimos anos, obtendo assim um forte indício da integridade do material. [Folha]
A parceria com a Folha, como outra recente com a Band, coloca as reportagens do Intercept sobre a promiscuidade na relação de Moro com os procuradores da Lava Jato, no sentido de condenar o ex-presidente Lula, num outro patamar, especialmente para aquele leitor médio, que se informa de maneira tradicional por veículos idem e não costuma botar fé em sites e blogs da internet.

As revelações publicadas hoje pela Folha reforçam a relação de Moro com os procuradores da Lava Jato, numa posição de chefe para subordinados. Mas ficou longe de ser a bomba, a revelação espetacular que foi muito ventilada durante todo o dia de ontem.

Enquanto não forem divulgado áudios e/ou vídeos comprometedores, as revelações tenderão a ser mais do mesmo, perdendo a força e também o interesse.

Há que se respeitar o período de suspense ou o filme cai no tédio. Glenn disse que "viu o futuro". Que não perca o timing de trazê-lo ao presente.


Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem popups de propaganda



Leia também:
Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado