quinta-feira, 20 de junho de 2019

Moro investiga Moro e apaga todas as pistas. Dallagnol também. Confessam o crime e se absolvem. É o Brasil sob golpe

Moro cínico

Na cara dura, nas barbas da Justiça de vendas, Moro, Dallagnol, Carlos Fernando, provavelmente a juíza Gabriela Copia e Cola também, todos confessam que apagaram todos os dados e deletaram o Telegram de seus aparelhos, apagando assim a possibilidade de provarem que os diálogos publicados no Intercept são falsos.

Como na Justiça brasileira, menos quando o réu é Lula, o ônus da prova cabe ao acusador, vai ficar a publicação do Intercept contra a declaração deles de que não se lembram se falaram ou não o que disseram - se é que me entendem...

Hoje, toda a grande imprensa dá destaque a uma frase de Moro dita ontem na arguição no Senado, como se ela provasse a confiança de Moro em sua inocência: "Se houver alguma irregularidade de minha parte, eu saio".

Parece o Maluf quando dizia que não tinha contas no exterior. "se acharem, podem ficar com o dinheiro". 

É a certeza da impunidade de quem é juiz da própria causa, investigador de si mesmo.




Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem popups de propaganda



Leia também:
Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado