sábado, 3 de agosto de 2019

Equiparar Bolsonaro a Trump é fake news em favor de Bolsonaro


Trajetórias dos 2 presidentes mostra mais diferenças que semelhanças


Bolsonaro emula (com trocadilho, por favor) Trump, naquilo que o presidente dos EUA tem de mais visível e naquilo em que são realmente assemelhados.

Ambos têm desprezo pelas (no fundo, medo das) mulheres, são machistas, autoritários e preconceituosos. Mas as semelhanças param por aí.

Bolsonaro fez toda a sua carreira, após ser expulso do Exército por ser um "mau soldado" (Geisel), como político profissional. Na Assembleia do Rio e depois na Câmara, como deputado federal.

Sempre foi um deputado medíocre, que se destacava unicamente por suas opiniões preconceituosas, machistas, autoritárias e por usufruir de todas as benesses do cargo. Inclusive apartamento funcional "para comer gente", como disse a repórter da Folha [já repararam que as ofensas e agressões dele são sempre a repórteres do sexo feminino?].

Elegeu os três filhos e a eles ensinou os caminhos e descaminhos da política, inclusive, ao que tudo indica o caso Queiróz, com o uso da rachadinha, prática de se apoderar de grande parte do salário de funcionários de seus gabinetes.

Trump, ao contrário, antes de ser presidente era um empresário de sucesso, entre os mais ricos do mundo, e criador e apresentador de um reality de muito sucesso na TV dos EUA.

Outra e principal diferença entre os dois é que Trump é nacionalista. Seu lema de campanha e à frente do governo é "Tornar América [é assim que eles chamam os Estados Unidos, parte de uma América, que são três, como se fosse todo o continente] grande novamente".

Bolsonaro, ao contrário, assumidamente veio para destruir, como mostra O Globo, onde ele diz que antes de construir é preciso "desconstruir muita coisa":


E isso ele está fazendo bem. Está acabando com as comissões de direitos humanos, com a demarcação das terras indígenas, com direitos trabalhistas, dos aposentados, com a saúde, a educação, a pesquisa científica, e pretende privatizar todas as empresas brasileiras que puder, inclusive Petrobras, Caixa e BB.

São afirmações do ministro Paulo Guedes a investidores nos Estados Unidos. Guedes é o posto Ipiranga de Bolsonaro, o homem a quem o Jair entregou as decisões sobre nossa economia. Confira:


Portanto, comparar Bolsonaro a Trump é propaganda positiva em favor do energúmeno que nos governa (eleito mediante fraude).

Para desgraça do Brasil, Bolsonaro sabe de sua inferioridade. E Trump também.





Leia também:
Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado