quarta-feira, 29 de abril de 2020

No Rio, todo 'e daí?' traz um 'foda-se' junto. Explícito ou implícito

Bolsonaro

Falta de empatia de Bolsonaro diante dos recordes de mortes pela "gripezinha"


Embora o jeito de falar carioca influencie grande parte de Brasil, graças às quase hegemônicas novelas da Rede Globo, "foda-se" ainda não é uma expressão que possa ser usada nelas. Daí o motivo desta postagem.

Carioca ou não, o morador do Rio sabe que todo "e daí?" traz um "foda-se", implícito ou, na maioria das vezes, explícito.
—  Mais uma vez o juiz ajudando o Flamengo...
—  E daí? Foda-se. Ganhamos.
...
—  Patrão, o trem atrasou...
—  E daí? Foda-se. Eu disse que não ia tolerar mais isso...
Jair Mentira Bolsonaro não é carioca, mas mora no Rio há muito tempo e por aqui se elegeu e a seus filhos a não ser o 03 que foi exportado para São Paulo.

Sabendo disso, fica ainda mais cruel a resposta do presidente a um repórter, que lhe perguntou sobre o que tinha a falar sobre o recorde de mortes pelo coronavírus no Brasil, não só no dia (474 mortos), como no geral, quando ultrapassamos os 5 mil mortos.
"E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre​".
Isso fica ainda mais claro no vídeo abaixo, em que ele, certamente advertido por alguém de sua comunicação sobre a desastrada resposta, tenta corrigir e dar uma mensagem de solidariedade às famílias dos mortos.







Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado