sábado, 18 de abril de 2020

Secretária de Cultura Regina Duarte não publica nem uma nota de pesar pelas mortes de Moraes Moreira, Rubem Fonseca e Garcia-Roza

Porcina

Uma secretária de Cultura bibelô


Numa semana triste para a cultura brasileira, em que perdemos em dias consecutivos grandes nomes de nossa música e literatura, Moraes Moreira, Rubem Fonseca e Garcia-Roza, a secretária de Cultura do presidente Bolso não foi capaz de emitir uma nota de pesar que fosse.

Regina se comporta à frente da secretaria como a viúva Porcina de Roque Santeiro, a que foi sem nunca ter sido.

Bibelô de sinhozinho Bolso (eleito mediante fraude), para que serve a fogosa atriz nesse triste papel?

O ator e dramaturgo Marcos Caruso também comentou o mutismo de Regina Duarte no Twitter.



Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Um comentário:

  1. Á muito, que a CULTURA Brasileira, está fora de ordem no Brasil, em 1.986 quando a Cultura foi excluida da Educação, falei ao então Presidente; Que estava sendo cometido um CRIME contra o BRASIL; Que nem a Cultura ou a Educação Brasileira, iriam a lugar algum, não foi isto que vimos nestes 34 anos; Educação e Cultura são irmãs inseparaveis; A Educação brasileira se agigantou e tornuou se até Universitária, porem sem CULTURA, formou gerações sem cultura, sem base; A CULTURA apartir dai virou simplesmente um negócio e pior, negócio publico, de governo e não de POVO, da ciranda de roda, do samba, do frevo, do maracatu, do caipira de um legado magnifico que meu pai Mazzaropi, que me criou nos deixou; Lutei com todas ás minhas forças, muitos momentos bons e outros dificeis, 1.677 espetáculos caipira realizados em 34 anos, sem nenhum apoio ou reconhecimento do Estado. Nunca quiz um prêmio, quiz apenas mostrar que ainda era possivel fazer CULTURA, nos palcos, na Rua, no cinema, hoje no audiovisual sem a participação do Estado, como meu pai fez; Mais quál; Nada. Como dizia meu pai, a esperança é a ultima que morre; Vamos continuar. Nunca desistão; A CULTURA é o maior BEM de um PAIS. Obrigado.

    ResponderExcluir

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado