quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Dois condenados por Moro na Lava Jato foram absolvidos em instância superior 'porque não havia provas contra eles'

Um havia sido condenado a 11 anos de cadeia. O outro, a quatro. Não havia prova alguma dos crimes pelos quais foram acusados e condenados pelo juiz Sérgio Moro.

E agora, como é que fica? Um deles chegou a ficar preso por nove meses, foi demitido do emprego. Teve a vida destruída na mídia.

Quantos outros não estarão na mesma situação?

O ex-diretor financeiro Mateus Coutinho de Sá havia sido condenado a 11 anos de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e de pertencer a organização criminosa.
O engenheiro civil Fernando Augusto Stremel Andrade foi sentenciado a quatro anos de reclusão por lavagem de dinheiro.
As defesas recorreram da condenação à segunda instância. O relator do processo, o desembargador João Pedro Gebran Neto, considerou que não havia provas de que os dois cometeram os crimes de que foram acusados. O voto de Gebran foi acompanhado pelos outros desembargadores.[ Fonte: Folha ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado