domingo, 27 de agosto de 2017

'Quanto mais quente melhor' é a melhor comédia de todos os tempos, segundo 253 críticos de 52 países. E quem mais?


A BBC fez uma sondagem com 253 críticos de 52 países para que apontassem a melhor comédia de todos os tempos.

Quanto Mais Quente Melhor, dirigida por Billy Wilder, com Mariilyn Monroe, Tony Curtis e Jack Lemmon [imagem] foi a vencedora. Dr. Fantástico, de Kubrick, com Peter Sellers, ficou em segundo lugar, e Annie Hall, de Woody Allen, com Diane Keaton, em terceiro. Em quarto, uma surpresa, O Feitiço do Tempo, com Bill Murray. Depois, O Diabo a Quatro, com os Irmãos Marx; A vida de Brian, do Monty Python; Apertem os Cintos: o Piloto Sumiu, Zucker/Abrahams/Zucker; Playtime, de Jacques Tati; Isto é Spinal Tap, de Rob Reiner, de que eu sinceramente nunca ouvi falar; e em 10º, A General, com Buster Keaton.

OS 50 MAIS

1. Quanto Mais Quente Melhor (1959) de Billy Wilder
2. Dr. Fantástico (1964) de Stanley Kubrick
3. Annie Hall (1977) de Woody Allen
4. O Feitiço do Tempo (1993) de Harold Ramis
5. O Diabo a Quatro (1933) de Leo McCarey
6. A Vida de Brian (1979) de Terry Jones
7. Aperte os cintos: o piloto sumiu (1980) de Jim Abrahams, David Zucker e Jerry Zucker
8. Playtime – Vida Moderna (1967) de Jacques Tati
9. Isto é Spinal Tap (1984) de Rob Reiner
10. A General (1926) de Clyde Bruckman e Buster Keaton
11. O Grande Lebowski (1998) de Joel e Ethan Coen
12. Tempos Modernos (1936) de Charles Chaplin
13. Ser ou não ser (1942) de Ernst Lubitsch
14. Jejum de amor (1940) de Howard Hawks
15. Monty Python e o Cálice Sagrado (1975) de Terry Gilliam e Terry Jones
16. O Grande Ditador (1940) de Charles Chaplin
17. Levada da breca (1938) de Howard Hawks
18. Sherlock Holmes Jr. (1928) de Buster Keaton
19. As Três Noites de Eva (1941) de Preston Sturges
20. Banzé no Oeste (1974) de Mel Brooks
21. Luzes da Cidade (1931) de Charles Chaplin
22. O jovem Frankenstein (1974) de Mel Brooks
23. Um convidado bem trapalhão (1968) de Blake Edwards
24. Os desajustados (1987) de Bruce Robinson
25. A corrida do Ouro (1925) de Charles Chaplin
26. O Meu Tio (1958) de Jacques Tati
27. Se meu Apartamento falasse (1960) de Billy Wilder
28. Aconteceu naquela noite (1934) de Frank Capra
29. Harry e Sally (1989) de Rob Reiner
30. As Férias do Sr. Hulot (1953) de Jacques Tati
31. Tootsie (1982) de Sydney Pollack
32. Arizona nunca mais (1987) de Joel e Ethan Coen
33. O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy(2004) de Adam McKay
34. As Patricinhas de Beverly Hills (1995) de Amy Heckerling
35. Cantando à Chuva (1952) de Stanley Donen e Gene Kelly
36. Um Peixe Chamado Wanda (1988) de Charles Crichton
37. Contrastes humanos (1941) de Preston Sturges
38. Núpcias de escândalo (1940) de George Cukor
39. Uma Noite na Ópera (1935) de Sam Wood
40. Primavera para Hitler (1967) de Mel Brooks
41. Borat (2006) de Larry Charles
42. Cupido é moleque teimoso(1937) de Leo McCarey
43. MASH (1970) de Robert Altman
44. Missão Madrinha de Casamento (2011) de Paul Feig
45. Os Eternos Desconhecidos (1958) de Mario Monicelli
46. Pulp Fiction (1994) de Quentin Tarantino
47. Clube dos Cafajestes (1978) de John Landis
48. Ladrão de Alcova (1932) de Ernst Lubitsch
49. O Discreto Charme da Burguesia (1972) de Luís Buñuel
50. Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (1988) de Pedro Almodóvar

Leia mais aqui, na BBC.


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado