segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Censura: Folha proíbe que jornalistas manifestem posições político-partidárias e emitam opiniões políticas nas redes


Para que não restasse dúvida que é de censura que se trata o caso da demissão do repórter Diego Bargas, que criticou o filme de Danilo Gentili e foi acusado por ele de ser petista por opiniões em rede social, a Folha hoje esclarece, em reportagem sobre o caso:
Bargas foi desligado do jornal na última sexta-feira (13) por, segundo a Direção de Redação, ter desrespeitado orientação reiterada sobre comportamento nas redes sociais.
Os jornalistas da Folha são orientados a evitar manifestar posições político-partidárias e a não emitir nas redes juízos que comprometam a independência de suas reportagens.
Como é que uma empresa cassa a cidadania de seus repórteres na cara dura?


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog

Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado