segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Venezuela é vermelha. Chavismo tem vitória histórica: venceu em 17 estados contra apenas 5 da oposição


Nesse domingo, 15 de outubro, em mais uma eleição na Venezuela, pouco após outra  eleição (ué, mas não é ditadura?), o chavismo elegeu 17 governadores nos 23 estados que formam o país. Cinco ficaram com a oposição e em um a eleição ainda está indefinida, pois não terminou a contagem dos votos. Portanto, a vitória pode ser ainda maior.

Uma das derrotas mais sentidas pela oposição aconteceu em Miranda, estado onde governou o principal líder oposicionista Henrique Capriles, afastado do cargo... por corrupção.

A oposição, só pra variar, volta a falar em fraude, na mudança de domicílios eleitorais (que afetou 1% dos eleitores) e em sair à rua para contestar os resultados.

Seu principal líder, antes da abertura das urnas estava confiante na vitória e até o momento (7h30 no Brasil, horário de verão de Brasília) ainda não se manifestou em seu principal veículo, o Twitter.



Aqui, os estados em que o chavismo venceu, com os percentuais: Amazonas 59.85, Apure 51.92, Aragua 56.83, Barinas 52.88, Carabobo 51.96, Cojedes 55.48, Delta Amacuro 58.78, Falcón 51.86, Guárico 61.68, Lara 57.65, Miranda 52.54, Monagas 53.94, Portuguesa 64.34, Sucre 59.89, Trujillo 59.09, Yaracuy 61.88 y Vargas 52.35.

Aqui, as vitórias da oposição: Anzoátegui 52.01, Mérida 51.05, Nueva Esparta 51.81, Táchira 63.29 y Zulia 51.66. [Fonte: Telesur]



Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog

Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado