terça-feira, 31 de outubro de 2017

Ministro da Justiça diz que tráfico de drogas no Rio é comandado pela PM e por deputados, e não vê solução neste governo

“Comandantes de batalhão são sócios do crime organizado no Rio.”

O ministro da Justiça Torquato Jardim pinta um quadro aterrador para o morador do Rio. Para o ministro, o estado do Rio perdeu o controle da segurança pública e o tráfico de drogas é fruto de um acerto entre deputados e comandantes da PM.

Nada que a população já não desconfiasse. Mas a afirmação vinda da maior autoridade da segurança pública do país choca.

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

O ministro Torquato Jardim (Justiça) faz um diagnóstico aterrador do setor de segurança pública no Rio de Janeiro. Declara, por exemplo, que o governador fluminense, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Segurança do Estado, Roberto Sá, não controlam a Polícia Militar. Para ele, o comando da PM no Rio decorre de “acerto com deputado estadual e o crime organizado.” Mais: “Comandantes de batalhão são sócios do crime organizado no Rio”.

(...) Na avaliação do ministro da Justiça, está ocorrendo uma mudança no perfil do comando da criminalidade no Rio. “O que está acontecendo hoje é que a milícia está tomando conta do narcotráfico.” Por quê? Os principais chefões do tráfico estão trancafiados em presídios federais. E o crime organizado “deixou de ser vertical. Passou a ser uma operação horizontal, muito mais difícil de controlar”.

Ao esmiuçar seu raciocínio, Torquato declarou que a horizontalização do crime fez crescer o poder de capitães e tenentes da política. “Aí é onde os comandantes de batalhão passam a ter influência. Não tem um chefão para controlar. Cada um vai ficar dono do seu pedaço. Hoje, os comandantes de batalhão são sócios do crime organizado no Rio”.

Torquato diz acreditar que o socorro do governo federal ao Rio, envolvendo as Forças Armadas, a Força Nacional de Segurança, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária, vai atenuar os problemas. Mas “a virada da curva ficará para 2019, com outro presidente e outro governador. Com o atual governo do Rio não será possível”. [Fonte: Blog do Josias]

 A importância dos Leitores  

No mundo inteiro, a comunicação alternativa e os sites de esquerda estão sob ataque dos governos e da mídia corporativa. Para enfrentar esse cerco é fundamental a participação ativa dos leitores:
  • compartilhando as postagens nas redes sociais
  • fazendo uma assinatura
Participe. Compartilhe os textos em suas redes. E faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil. Todos os cartões são aceitos e você pode cancelar a assinatura a qualquer momento. Apenas R$10. Assine

2 comentários:

  1. Ôrra, meu, gostei da sinceridade do ministro golpista. Falou a verdade, que a PM e os políticos estão associados com os traficantes. E, ainda por cima, reconheceu que ele não tem capacidade pra fazer NADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo31.10.17

      Concordo. Golpista fazendo diagnóstico "ad hoc". Só ele que não sabia .... Porque não vai pra cima desse "desgoverno" do qual faz alegremente parte????

      Excluir

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado