sábado, 20 de janeiro de 2018

O 'Chefe do Século' Paul Bocuse morre na França aos 91 anos

Chef Paul Bocuse

Do El País:

Uma das referências da gastronomia francesa e mundial, morreu neste sábado aos 91 anos o chef francês Paul Bocuse. O anúncio foi feito pelo ministro francês do Interior, Gérard Collomb, e a notícia rapidamente chocou o país que o viu nascer e considerou-o o "papa da gastronomia", uma das figuras mais conhecidas internacionalmente.

O famoso chef, chamado "chef do século" e decorado com a Legião de Honra pelo presidente francês Jacques Chirac, sifria há anos da doença de Parkinson. De acordo com a agência France Presse, que cita um chef de Lyon "próximoà família", Bocuse morreu em seu famoso aubergue de Collognes-au-Mont-d'Or na companhia de sua esposa Raymonde Bocuse e sua filha Françoise .

Na França, é impossível falar sobre Bocuse sem hipérbole. Ele foi o inspirador da "nouvelle cuisine" - menos molho, menos manteiga, sabores mais naturais e alimentos absolutamente frescos - que a cozinha tradicional francesa. Ele conseguiu manter suas três estrelas Michelin por mais de meio século, a mais alta distinção gastronômica. Um elogio dele era suficiente para elevar um chef, muitos dos quais aprenderam muito do que sabem sob sua tutela, pois, durante décadas, ele se dedicou à transmissão de seus conhecimentos através da Fundação Paul Bocuse. Ele também criou o concurso Bocuse d'Or em 1987, em Lyon, que rapidamente se tornou um dos mais prestigiados no mundo da gastronomia.

Bocuse era "a encarnação da culinária francesa", resumiu o presidente da França, Emmanuel Macron. Em um tributo sincero, ele descreveu o chefe falecido como a "encarnação da cozinha francesa", o "pai fundador" da nouvelle cuisine que "abriu para a cozinha francesa um capítulo glorioso que hoje em dia permite ocupar o primeiro nível mundial, motivo de orgulho da França e dos franceses ".

"A gastronomia francesa hoje perde uma figura mítica que a transformou profundamente", lamentou o presidente. "Os chefs choram em suas cozinhas, no Elysee e em toda a França. Mas eles continuarão seu trabalho ", disse Macron.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado