sábado, 15 de dezembro de 2018

Assessores de Bolsonaro dizem que quem poderia explicar caso do cheque morreu em 1º de abril

Bolsonaros e Jorge Francisco

Parece piada. Mas o que no futuro governo não parece uma piada e de mau gosto, de Jesus em goiabeira a mamadeiras com bico em forma de pênis?

Segundo Andréia Sadi, repórter da Globonews e do G1, até os generais do governo querem saber do Queiroz, o motorista sumido que teria depositado um cheque de R$ 24 mil para Michele Bolsonaro, esposa do presidente eleito.
Entre generais do futuro governo de Jair Bolsonaro, a pergunta nos bastidores é: Cadê o Queiroz?, em referência ao ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), deputado estadual e senador eleito.[Fonte: G1]

Como o Queiroz não aparece, nem a polícia parece interessada em ouvi-lo, as informações, segundo Sadi, circulam pela rádio corredor.

A mais recente delas é a que "afirma que quem teria mais detalhes seria o chefe de gabinete de Bolsonaro, Jorge Francisco".

Capitão do Exército, Jorge trabalhou mais de 20 anos para Bolsonaro [na imagem, entre Jair e Flávio], e saberia de tudo.

Só que Jorge morreu este ano, no dia 1º de abril...




O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado