terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Bolsonaro foi eleito com disparo de 80 milhões de fake news no WhatsApp, mas MP investiga o PT

Disparos WhatsApp na campanha

[Contém ironia  😉]

Está mais do que provado que se não fossem os mais de 80 milhões de disparos com fake news contra Haddad na última semana do primeiro turno, Bolsonaro chegaria atrás do petista e não seriam eleitas figuras desconhecidas da população, entre as quais o futuro governador do Rio Wilson Witzel, que era absolutamente desconhecido pela quase totalidade dos moradores do Rio até... ser eleito. No entanto, o Ministério Público está investigando o uso das redes sociais pelo PT...

Investigada por envolvimento no esquema petista de compra de elogios na internet, a empresária Joyce Falette admitiu ao Ministério Público Eleitoral ter recebido ordens do deputado Miguel Corrêa (PT-MG) para impulsionar ilegalmente conteúdo favorável a candidatos petistas durante a eleição deste ano. Segundo Joyce, o esquema de propaganda ilegal teria atingido 10 milhões de internautas durante a campanha. [Fonte: O Globo]

Como publiquei aqui, Datafolha e Ibope são a prova de que fraude das fake news no WhatsApp foi o que elegeu Bolsonaro, mas parece que para o Ministério Público Eleitoral a pressa é em investigar o PT (que deve ser também investigado, é claro) e não o presidente eleito, que pode ser empossado no dia 1º de janeiro com auxílio da mega fraude.

Ou os ilustres membros do MP acham que o que elegeu Bolsonaro foram suas propostas de governo, seu desempenho excelente nos debates e o despreparo de Haddad, que não conhecia nada do Brasil, ao contrário de Bolsonaro, que tinha propostas concretas e inteligentes sobre economia ("perguntem lá no posto Ipiranga"), direitos humanos ("adubo da vagabundagem"), uso de auxílio moradia mesmo tendo imóvel próprio ("usei pra comer gente"), segurança pública ("tem que ver esse negócio daí, talquei?")?...


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

2 comentários:

  1. Prezado Mello, a fraude do zap foi só 1%. A principal fraude foi tirarem Lula das eleições, justamente o candidato que estava disparado na frente.
    Fora isso, as urnas eletrônicas são facilmente fraudáveis, como já foi sobejamente demonstrado por especialistas. Na minha opinião, os votos da Dilma, do Suplicy e do Requião foram surrupiados na cara-dura. Além disso, alguém acredita que os fluminenses realmente elegeram esse tal de Pretzel?

    ResponderExcluir
  2. Brilhante análise RLocatelli !!!

    ResponderExcluir

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado