sábado, 2 de fevereiro de 2019

Mourão amplia guerra psicológica a Bolsonaro com intensa agenda de entrevistas à imprensa internacional

Bolsonaro e Mourão

Embora isolado por Bolsonaro, sem cargo no governo, a não ser o decorativo papel de vice determinado na Constituição, o general Mourão amplia a guerra psicológica contra o presidente (eleito sem o principal candidato, preso sem provas e sem culpa determinada, e por fraudes no WhatsApp) Jair Bolsonaro.

Mourão sonhava em ter papel ativo no governo, mas ficou restrito aos até hoje breve momentos em que assumiu a presidência interina, quando se destacou por assinar decreto que piora a transparência das ações do governo e coloca em sigilo (que pode durar 25 anos) documentos que venham ser assim classificados até por funcionários de segundo escalão.

Mas ele se apresenta à imprensa como sensato, liberal e moderado em oposição a Bolsonaro.

Afável com a imprensa brasileira, Mourão chegou a montar uma sala ao lado de seu gabinete para recepcionar jornalistas, que recebem chutes e ofensas de Bolsonaro.

A imprensa brasileira, Globo à frente, encampa a luta de Mourão, por interesse próprio,  numa queda de braços pela publicidade governamental, que Bolsonaro ameaça lhes negar.

Mourão agora parte para buscar apoio internacional, com intensa agenda, como informa Zanone Fraissat na coluna de Mônica Bergamo, na Folha.

As pressões para que o vice-presidente, general Hamilton Mourão, adote postura mais discreta e silenciosa não surtiram efeito. Só na próxima semana ele dará entrevista para os seguintes veículos: Bloomberg, Wall Street Journal e RTP (Rádio e Televisão de Portugal).

CARAVANA  

Na semana seguinte, Mourão falará com a revista The Economist e com a agência de notícias Reuters.

CARAVANA 2 

Na quinta (1º), ele deu entrevista ao jornal El País —em espanhol, língua que, como o inglês, fala com fluência.

AR PURO 

Mourão tem atendido todos os veículos com gentileza. Ele inclusive mandou instalar uma sala para os repórteres que cobrem a vice-presidência, com ar-condicionado, café, água e tomadas para que recarreguem computadores e celulares.

AR CARREGADO 

A postura é oposta à do entorno mais próximo de Jair Bolsonaro, que ataca quase diariamente a mídia crítica ao governo. Na quinta (31), por exemplo, Carlos Bolsonaro, filho do presidente, disse que “grande parte da imprensa” mente, manipula e “cria discórdias que não existe (sic)”.

VISITA 

Ainda Mourão: na terça-feira (5), o vice viaja a São Paulo. Ele vai visitar Bolsonaro no hospital.
Bolsonaro, que usou seguidos atestados médicos para fugir dos debates durante a campanha, vai usar do mesmo subterfúgio para evitar a visita de Mourão?...


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda. Se o blog é relevante para você, considere apoiá-lo com uma assinatura. Apenas R$10

Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado