quinta-feira, 19 de março de 2020

Eduardo Bolsonaro provoca crise diplomática com a China, nosso maior parceiro comercial


Pelo Twitter, Eduardo Bolsonaro endossa acusação à China de ser  responsável por pandemia


Com a irresponsabilidade, a ignorância e leviandade tradicionais da família, o deputado federal Eduardo Bolsonaro apoiou uma mensagem no Twitter, que acusa a China de ser a responsável pela crise mundial da pandemia do coronavírus COVID-19.

A COVID-19 não é um vírus artificial, criado pelo homem, como afirmam cientistas na mais prestigiada revista científica do mundo, Nature.

Os vírus vivem na natureza, como os da gripe, e sofrem mutações, às vezes perigosíssimas, como a atual COVID-19.

Jamais se poderia acusar a China de ser responsável por uma pandemia, que já matou milhares e milhares de chineses e agora se espalha pelo mundo.

Não foi o governo chinês nem sua população que colocou o vírus em seu país, diferentemente do que ocorreu no Brasil, quando parte da população brasileira (muitos influenciados por fake news) colocou a praga Bolsonaro no poder, espalhando desgraça no país.

O embaixador chinês no Brasil jogou duro e respondeu na mesma plataforma, o Twitter, à irresponsabilidade de Bolsonaro.



A parte chinesa repudia veementemente as suas palavras, e exige que as retire imediatamente e peça uma desculpa ao povo chinês. Vou protestar e manifestar a nossa indignação junto ao Itamaraty e a

O embaixador Yang Wanming expressou sua indignação e de seu povo em outra mensagem endereçada a Eduardo, desta vez encabeçada pela própria embaixada chinesa:
Lamentavelmente, você é uma pessoa sem visão internacional nem senso comum, sem conhecer a China nem o mundo. Aconselhamos que não corra para ser o porta-voz dos EUA no Brasil, sob a pena de tropeçar feio.

Após controlar a COVID-19 em seu território, a China tem feito esforço diplomático internacional, enviando ajuda a países assolados pela pandemia.
250 mil máscaras e 5 mil kits de exame para o Irã.
Um milhão de máscaras também foram enviadas para Daegu, cidade afetada na Coreia do Sul.
1,8 milhões de máscaras para os europeus, além de 30 toneladas de suprimentos médicos e uma equipe de especialistas.Entre o material que desembarcara estavam 700 equipamentos, incluindo monitores e desfibriladores. No total, a entrega permitirá o estabelecimento de 30 conjuntos de equipamentos de UTI. [UOL]
Os Bolsonaros continuam produzindo prejuízos ao país.

Vamos ver o desenlace dessa crise diplomática e se o irresponsável presidente vai endossar o filho e agravar ainda mais a pandemia no Brasil com um bloqueio comercial a nosso principal parceiro comercial.

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado