segunda-feira, 15 de junho de 2020

Saída de Bolsonaro e novas regras para 'questão militar' são passos fundamentais para um Brasil democrático


Seja por renúncia, impeachment ou cassação da chapa com Mourão, a saída de Bolsonaro da presidência da República é fator primordial para que o Brasil possa salvar vidas que estão sendo dizimadas pela pandemia e salvar nossa democracia, violentada diariamente e ameaçada por Bolsonaro e militares.

Não se combate uma pandemia como a da COVID-19 com o maior aliado do vírus na presidência.

Bolsonaro se recusa a usar máscara nas ruas de Brasília, onde o uso é obrigatório, por determinação do governador.

Bolsonaro incentiva o agrupamento de pessoas e, mais recentemente, incita seus apoiadores ao crime ao pedir-lhes que invadam hospitais em busca de imagens que supostamente mostrariam que há poucos casos da COVID-19 no país o que beira à insanidade.

Mas a saída de Bolsonaro não é o fim da crise. O Brasil tem que resolver a questão militar, que desde a proclamação da República impõe uma tutela ao presidencialismo brasileiro.

É necessária uma revisão histórica do papel das Forças Armadas, com, por exemplo, a proibição explícita, sob pena de demissão imediata, de militares da ativa emitirem opinião sobre a vida política do país.

Militares são funcionários públicos com funções específicas e entre elas não está a de árbitro, ou mesmo comentarista, da vida política do país, como o fez, por exemplo, o na época comandante do Exército general Villas Boas, que afirmou que as Forças Armadas não permitiriam a liberdade de Lula, acocorando o STF.

Militar quer ter ação política? Deixe a farda e vá concorrer às eleições como qualquer cidadão brasileiro e não usar arma, alimentação, treinamento, pagos pelo povo brasileiro, contra as decisões do povo e dos três Poderes da República.






Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado