quarta-feira, 21 de abril de 2021

Salles quer sair como Weintraub jogando tudo o que tem na cabeça no ventilador para se cacifar às eleições do ano que vem


Exatamente como aconteceu ao ex-ministro Weintraub lá atrás, o ministro Ricardo Salles sabe que sua cabeça já está na roda e que é questão de tempo para que seja oferecida de bandeja, com algum benefício para Bolsonaro. 
 
Por isso, como Weintraub, vai aproveitar os últimos dias para incendiar o tema ambiental como fez com a Floresta Amazônica e o Cerrado. O objetivo é mostrar-se para os bolsomínions e simpatizantes e cacifar-se para as eleições do ano que vem, onde poderá concorrer a deputado e conseguir imunidade parlamentar enquanto permanecer no cargo.
 
Porque Salles já é um condenado. Mais uma condenação, em meio às inúmeras ilegalidades denunciadas em sua administração à frente do Ministério, pode levá-lo à cadeia, por não ser mais primário.
 
Salles zombou dos indígenas no Dia do Índio, mandou demitir delegado da PF que denunciou sua administração no Amazonas e agora quer US$1 bi do governo dos EUA para montar uma milícia armada na Amazônia. Tudo circo.
 
Weintraub conseguiu uma boquinha no Banco Mundial e é cotado para o governo de São Paulo no ano que vem. 
 
Para onde será enviado Salles? Vocês têm alguma sugestão?




Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma colaboração pelo PIX blogdomello@gmail.com