sexta-feira, 15 de abril de 2022

O Cristo que conheci e o Cristo Ostentação

Estudei em colégio interno católico. Mas os ensinamentos que me ficaram do Cristo não me vieram tanto do que aprendi nas aulas, mas no filme que passavam na Semana Santa narrando a Via Crucis.

Naquela época, não se mostrava o rosto de Cristo nos filmes, Ele só nos era mostrado de costas ou à distância, e só ouvíamos Suas palavras e ensinamentos.

Por Elas, aprendi que somos todos iguais, que devemos nos amar e amarmos uns aos outros. Que devemos ser solidários, dividir e acolher os mais necessitados. Sem preconceitos de qualquer tipo, pois somos todos irmãos, filhos de um único e mesmo Deus. 

Que a fome não é só de pão.

E que devemos condenar veementemente os que se aproveitam dos templos para explorar os outros, como Ele mostrou ao expulsar os vendilhões do templo.

Já o Cristo Ostentação de hoje é o oposto: discrimina, prega o enriquecimento. Seus pastores têm aviões, mansões e vivem nababescamente, enquanto seus fiéis vivem pobres e ainda têm que sustentá-los com dízimos ou rachadinhas, muitas vezes tirando da própria mesa.

Esses pastores do Cristo Ostentação têm seus representantes no Calvário, nas cruzes ao lado de Cristo. 

Como sabemos, Ele os perdoou.

Eu, que sou apenas humano, não.

Feliz Páscoa.

Assine o Blog do Mello



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.