sábado, 3 de dezembro de 2022

Mídia corporativa até permite que Lula tire o lixo da sala, mas depois 'volte pro seu lugar'

A mídia corporativa, que vocaliza a classe dominante, deu uma trégua a  Lula durante a campanha para permitir que ele tirasse o lixo da sala.

Bolsonaro foi útil para ela ao liberar geral e afrouxar todas as regras do Estado, favorecendo o capitalismo mais predatório. 

Mas chegou uma hora em que o lixo começou a feder. Dezenas de milhões de pessoas com fome, insatisfação geral no país, era hora de deixar alguém fazer a limpeza, tirar o defunto presidente, que apodrece até fisicamente no poder, para, no dizer de Giuseppe Tomasi em O Leopardo, mudar alguma coisa para que tudo fique na mesma.

Como o único que se apresentou com força suficiente para fazer o serviço foi Lula, aceitaram que o ex-operário, ex-líder sindical, ex-presidente, ex-preso político, condenado sem crime para não concorrer em 2018, fizesse o serviço e tirasse o lixo nauseabundo da sala para que o Brasil voltasse ao velho "normal".

Eleito Lula, feito o serviço, a mídia corporativa, ela mesma parte e ao mesmo porta-voz da classe dominante, volta aos ataques e tenta colocar o cabresto em Lula para que ele escolha um "gestor econômico", mantenha as regras neoliberais, o teto de gastos, e não mexa com a caduca estrutura e formação de nossas Forças Armadas, totalmente desmoralizadas no desgoverno Bolsonaro.

Só que Lula foi presidente por dois mandatos, saiu como o mais popular presidente de nossa História, amargou o ostracismo graças aos poderosos que lhe viraram a cara, penou 580 dias de cadeia injustamente, não viveu tudo isso para voltar acoelhado e sujar sua biografia traindo os compromissos que assumiu com o povo brasileiro.

Como já disse algumas vezes, Lula voltou para fazer mais e melhor. E tem o povo a seu lado. Os adversários que encontrem a melhor forma de engolir o "sapo barbudo", no dizer de Brizola.


O Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda, se quem puder e o achar relevante apoiá-lo com uma assinatura. A partir de R$10

Assine o Blog do Mello



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.