segunda-feira, 13 de agosto de 2007

O maravilhoso mundo dos bancos no Brasil

Em sua coluna de O Globo hoje, Mauro Halfeld mostra a enormidade dos ganhos dos bancos no Brasil. Nunca foi tão fácil. Halfeld mostra a situação de uma pessoa hipotética, que, em 1994, logo no primeiro mês do Plano Real, tivesse utilizado mil reais do limite de seu cheque especial para aplicar na compra de títulos de capitalização corrigidos pela TR, sem nada quitar ou resgatar até julho de 2007. Os números são impressionantes:

. Teria pouco mais de R$ 2.600 a receber da aplicação
. Teria uma dívida de quase R$ 3 bilhões (não há erro, são bilhões mesmo!) no cheque especial

“O que é o roubo de um banco comparado à fundação de um banco?” – pergunta Mackie Messer na Ópera dos Três Vinténs, de Bertolt Brecht.

A “grande imprensa” de Kamel está de joelhos diante do ministro Jobim, que estaria tomando – a seu ver – medidas de macho diante da crise aérea. Por que não bradam por alguém que faça o mesmo em relação aos bancos, financeiras e suas milionárias Fundações? Quando vão estancar a roubalheira desses Robin Hood às avessas, que tomam dinheiro dos pequenos depositantes em benefício dos milionários?

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.