segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Massacre do Carandiru completa hoje 25 anos, um quarto de século. 111 assassinados, ninguém preso


Hoje, o que ficou conhecido como o Massacre do Carandiru, em que policiais militares de São Paulo executaram 111 detentos do presídio do Carandiru completa 25 anos, um quarto de século.

Como em geral ocorre com crimes cometidos por PMs que não envolvam poderosos, ninguém está preso, graças às brechas e à burocracia da Justiça.



Ao todo, 111 detentos morreram durante a invasão da Polícia Militar (PM) no dia 2 de outubro daquele ano para conter uma rebelião na Zona Norte. Nesta segunda-feira (2) o caso completa 25 anos sem qualquer punição para os responsáveis pelos assassinatos.
Isso porque no dia 11 de abril deste ano o Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo manteve a decisão de setembro de 2016 que anulou os cinco julgamentos que haviam condenado 74 PMs pela morte de 77 presidiários. Os magistrados entenderam que os jurados tinham votado contra às provas do processo: por exemplo, não foi possível individualizar a conduta de cada policial para saber quem matou quem. No tumulto, 34 presos teriam sido mortos pelos próprios colegas de cela.
Em contrapartida, a maioria dos desembargadores do TJ, que representa a segunda instância da Justiça, determinou que os réus fossem julgados novamente em datas a serem marcadas por um juiz de primeira instância, o que ainda não ocorreu.
Nos júris anteriores, que tinham sido realizados entre 2013 e 2014, os policiais haviam recebido penas que variavam de 48 a 624 anos de prisão. Somadas, elas chegam a 20.876 anos. Mas de todos os réus, só um está preso, no entanto por outro crime, no caso, executar travestis. Vale lembrar que, pela lei brasileira, ninguém pode ficar mais de 30 anos detido. [Fonte: G1]
Só um dos quesitos dessa barafunda mostra no que vai dar tudo isso: como é que se espera descobrir quem matou quem, se cada um dos corpos estava crivado de balas e eram centenas de policiais com várias armas distintas?

Talvez com 111 anos do dia do crime se chegue à conclusão de que é besteira investigar os crimes porque todos os envolvidos estarão mortos, na santa paz de nossa senhora da impunidade, amém.


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado