sábado, 4 de novembro de 2017

Declarações do Ministro da Justiça sobre o Rio atrasam nomeação de apadrinhado por Sarney para comando da PF


A polêmica envolvendo o comentário do ministro da Justiça, Torquato Jardim, interrompeu uma nova tentativa de trocar o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, em curso no Planalto. Os defensores da mudança recuaram porque a troca na PF é sensível, por ser associada a movimentos para estancar a Lava Jato, para ser efetuada em meio à crise motivada por declaração do ministro de que policiais do Rio são sócios do crime organizado. As articulações contrariam o Ministério da Justiça e ocorrem após Daiello já ter decidido que fica até 2018.
Bunker. As conversas sobre a mudança no comando da PF são tocadas no gabinete do ministro Eliseu Padilha e envolvem o delegado Fernando Segovia. O nome dele chegou ao chefe da Casa Civil pelo ministro Augusto Nardes, do TCU. [Fonte: Estadão]

Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

A troca do comando da Polícia Federal é dada como certa e não é de hoje. Há dois nomes em disputa pelo cargo: Um, é o que dizem ser o preferido pela corporação, o delegado Rogério Galloro. O outro, é o delegado Fernando Segóvia, que serviu durante dois anos e meio no Maranhão e teria desenvolvido estreito relacionamento com o ex-presidente Sarney.

Bom, apoiado por Sarney (que teria indicado o ministro Jardim a Temer) significa apoiado pelo velho e matreiro PMDB, de Jucá e companhia. Dá pra prever o resultado, não?

Mantenha o Blog livre de anúncios. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil. Todos os cartões são aceitos e você pode cancelar a assinatura a qualquer momento. Apenas R$10. Assine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado