sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Decidido: Lula segue preso até 2019 e grevistas podem morrer de fome. Cármen Lúcia empurra ADCS pra Toffoli, que joga pro ano que vem

Toffoli e Cármen Lúcia


Hoje, o MST e a Frente Brasil Popular vão realizar um encontro multirreligioso diante da casa da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para que ela os receba e coloque em votação as ADCS que discutem a prisão em segunda instância. Já há maioria de 6 a 5 no STF no sentido de não se permitir prisão antes do trânsito em julgado - aliás, conforme determina o inciso LVII do Artigo 5º da Constituição.

Embora os grevistas estejam sem comer há 24 dias, a Folha de hoje informa que Cármen Lúcia mandou avisar que eles devem procurar Toffoli, que assumirá a presidência do STF a partir de setembro. Mas Toffoli já declarou que não pautará a votação das ADCS este ano (embora ele já tenha se declarado a favor dessa nova maioria que quer a volta à Constituição), empurrou para 2019, porque "o assunto precisa amadurecer".

Enquanto isso, Lula e mais 22 mil no mesmo caso, mofam na cadeia. E a esperança das dezenas de milhões de brasileiros que querem votar em Lula fica aprisionada com ele, na dependência de que se cumpra a recomendação da ONU de que Lula participe das eleições, em respeito à Constituição e a tratados internacionais.

Segue o golpe.



Clique aqui e passe a receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos

Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado