domingo, 10 de março de 2019

Bolsonaro proíbe curso contra assédio no BB, e verba do Programa de Proteção à Mulher é menor da História

Bolsonaro ofende a deputada Maria do Rosário

Não só de frases e ofensas machistas, misóginas e criminosas contras as mulheres (foi condenado por apologia ao estupro, no caso da deputada Maria do Rosário) vive Bolsonaro.

Ele mostra seu comportamento preconceituoso contra elas na semana do Dia Internacional da Mulher, quando manda o Banco do Brasil parar com um curso contra assédio moral, sexual e violência doméstica que era oferecido a funcionários do banco, no dia 7 de março, véspera do Dia Internacional da Mulher.
- Olha só o nível de aparelhamento que existe no Brasil. Isso aqui é processo de educação. Não precisa fazer curso nesse sentido. Nos futuros editais, não teremos mais essa obrigatoriedade - disse o presidente. [Fonte: O Globo]
Não bastasse isso, pesquisa do Poder360 mostra que o orçamento do Programa de Proteção à Mulher para 2019 é o menor da História.

Gráfico ano a ano do Programa de Proteção à Mulher

De quase R$ 300 milhões nos governos Dilma para apenas R$ 48,2 milhões com Bolsonaro.

Presente de Bolsonaro para o Dia Internacional da Mulher, bem no momento em que não há um dia sem notícia de novas agressões e feminicídios no país.

Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda.



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado