sábado, 21 de março de 2020

Advogados pedem a MPF junta de psiquiatras para interditar Bolsonaro por 'um tipo de demência'

Print da Representação


Associação de Advogados pede ao MPF medida para interditar o presidente


Diante das absurdas posições do presidente Bolsonaro, em desacordo com tudo o que está sendo feito no mundo em combate à pandemia da COVID-19, a Associação de Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (AJDC) resolveu partir para um pedido que pode levar à interdição de Jair Bolsonaro.

O presidente contraria a posição de seu ministro da Saúde e de vários governadores, que preparam a população para os estragos e milhares de mortes que a pandemia poderá causar no país, como vem causando no mundo, enquanto o presidente continua rindo e dizendo que não passa de uma "gripezinha".


A Associação de Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (AJDC) protocolou junto ao Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) uma ação na qual defende a interdição imediata de Jair Bolsonaro.
"Há fortes evidências de que o Representado sofre de transtornos de personalidade que o incapacitam para administrar a sua própria vida, que dirá dirigir a Administração Pública Federal e representar a República Federativa do Brasil, que afeta a vida de milhões de pessoas", diz trecho do documento.
Segundo a associação, "tais transtornos tornaram-se visíveis já desde bem cedo em sua biografia, mas agravaram-se sobremaneira desde 2018, quando foi empossado como Chefe do Poder Executivo da União, e alcançaram agora um paroxismo que sugerem fortemente que um psiquiatra poderá atestar como um tipo de demência que o impede de ter quaisquer resquícios de autocontrole, situação ainda mais grave na posição em que se encontra atualmente, por não afetar apenas a condução de sua própria vida, mas afetar toda a população brasileira".
Diante disso, a associação solicita que "seja apreciada a presente Representação, na perspectiva de que o MPF/DF, no exercício de sua legitimidade constitucional e legal, proponha ação judicial destinada à interdição do Representado, com pedido de constituição imediata e urgente de uma Junta Médica para a sua avaliação psiquiátrica". [Fonte: Conversa Afiada]

Leia a íntegra do protocolo:



Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado