sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Antes de Evo Morales, indígenas eram maltratados e humilhados, e é isso o que a direita racista está trazendo de volta. Assista


O presidente golpeado da Bolívia Evo Morales postou em seu perfil no Twitter imagens do passado da Bolívia, que estão novamente se fazendo presente com a chegada da direita ao poder.

São racistas e sempre desprezaram indígenas e camponeses, que são a imensa maioria da população daquele país.

 Repare nas imagens o desprezo e as agressões infames a um povo pacífico, que com a chegada de Evo Morales (que é um deles) ao poder, viu sua dignidade reconhecida.

Por isso, por mais que reprima, o governo golpista e racista não consegue paz na Bolívia. Os povos originários não querem o passado de volta. Querem, ao contrário, a volta do MAS, partido de Evo e do povo boliviano.

Aqui no blog (procurem na caixa de pesquisa aqui do blog), denuncio essa turma desde os primeiros anos do blog, que começou em 2005.

Você pode descobrir uma postagem como esta que fiz em janeiro de 2008 e repito agora:
Dois anos de governo Evo Morales. O que você nunca leu
Evo Morales assumiu o poder em 22 de janeiro de 2006 [Ok, isso você já leu...].
Gás boliviano, por ano: 2003: 451 milhões de dólares. 2004: 685 milhões. 2005: 987 milhões. Com Evo. 2006:1 bilhão e oitocentos milhões de dólares. 2007: 1 bilhão e 930 milhões de dólares.
Dívida externa: A dívida externa da Bolívia baixou de 4,9 bilhões de dólares para 2,1 bilhões, menos da metade.
O PIB per capita da Bolívia, em 2005, era de 876 dólares. Em 2006, passou a 1153 e em 2007, a 1308 dólares.
Superávit comercial. Em 2005, 605 milhões de dólares. Em 2006, mais que dobrou: 1,3 bilhão de dólares. Em 2007, 1,4 bilhão.
Terras. Em dois anos de governo, Evo Morales titulou mais de 10 milhões de hectares. Mais do que os 9,2 milhões titulados pelos governos neoliberais, no período de dez anos, entre 1996 e janeiro de 2006.
Em dois anos, diminuiu em mais de 60% o analfabetismo na Bolívia.
Em conjunto com um programa solidário de Cuba, denominado Operacion Milagro, devolveu a visão a 200 mil pessoas de baixa renda, com operações gratuitas.
Com os novos recursos dos impostos dos hidrocarbonetos, criou dois programas: um voltado para a infância e outro para os idosos.
O Juancito Pinto é um bônus, para manter a criança na escola. Beneficia mais de 1,4 milhão de crianças.
O Renda Dignidade garante aos idosos acima de 60 anos que não têm direito à aposentadoria cerca de 310 bolivianos por ano, enquanto os aposentados ganharão aproximadamente 235 bolivianos. Antes, somente os aposentados acima de 65 anos tinham direito a 235 bolivianos.
É contra esses chamados desvios populistas e assistencialistas - o Juancito Pinto e O renda Dignidade - que se bate a direita racista, preconceituosa e golpista.
Você, meu arguto leitor, minha sagaz leitora, havia tomado conhecimento de alguma dessas informações na nossa mídia democrática?
Assista ao vídeo postado por Evo no Twitter.

Nojo desses racistas covardes.




Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado