sábado, 24 de outubro de 2020

Bolsonaro usa governo para tentar melar processo de corrupção de seu filho Flávio no caso das rachadinhas


Sabendo que as provas do envolvimento do senador Flavio Bolsonaro em corrupção, no famoso caso das rachadinhas, são fortes e sem defesa, os advogados do filho do presidente resolveram apelar para o tapetão e procuram nos meandros do processo alguma brecha capaz de anular tudo e fazer com que o senador escape como um corrupto não julgado, como os que fogem da condenação por prescrição.
 
Por conta disso, acionaram o presidente Bolsonaro que colocou à disposição setores do governo para tentar achar a tal brecha que livre o filho e a ele próprio de uma condenação, pois o envolvimento da família no caso, via Queiroz, chega a Jair Bolsonaro e sua mulher Michelle.
 
Reportagem da revista Época denuncia que vários órgãos do governo sofreram pressão para encontrar alguma irregularidade no processo. Até o momento, ainda segunda a Época, esses esforços não deram em nada, todas as operações estão de acordo com a lei e o que a defesa de Flavio está fazendo é defender seu direito de espernear e reclamar de perseguição.

A defesa de Flávio busca, atualmente, provas formais de que houve acesso irregular aos dados dele e de pessoas próximas. Uma das pessoas acionadas pelo senador, segundo a revista, foi o diretor-presidente do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), Gileno Gurjão Barreto.

O Serpro é quem mantém o registro de todas as consultas a dados de contribuintes. Segundo a revista, Barreto afirmou que não seria possível obter os dados solicitados por Flávio em razão dos termos de confidencialidade do serviço.

O secretário da Receita, por sua vez, disse ao presidente que não tinha como obter os dados solicitados. [Folha]

Mas, resistirão até quando?

O caso é que o Brasil assiste ao triste espetáculo (mais um) de um caso de, não fosse Flavio filho de quem é, cassação de mandato e prisão por peculato e lavagem de dinheiro, através de sua loja de chocolates Kopenhagem, que merece ser citada, já que nem assim descredencia o ainda senador.



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado