segunda-feira, 4 de abril de 2022

Eduardo Bolsonaro zomba de tortura a Miriam Leitão e deve ser cassado pela Câmara, como o pai não foi

O deputado estadual por São Paulo (estado que ele não deve nem conhecer) Eduardo Bolsonaro publicou no Twitter uma mensagem zombando da tortura sofrida pela jornalista Miriam Leitão, na época da ditadura. Grávida, Miriam foi trancada nua numa sala escura com uma cobra jiboia.

No tweet, Eduardo disse ter pena da cobra, como antes o pai afirmou que quem procura osso é cachorro, quando uma Comissão procurava restos de corpos em Perus (SP), para tentar identificar mortos desaparecidos pela ditadura, que os Bolsonaro e seu governo infame elogiam, criminosa e até o momento impunemente.

Repugnante como o pai, que cansou de tomar atitudes como essa impunemente na Câmara, o que acabou por trazê-lo à presidência, Eduardo deve ser cassado não apenas pela postagem abjeta, mas pelo conjunto da obra. E para começar a colocar um ponto final na impunidade histórica da família Bolsonaro.

Partidos já entraram com representação no Conselho de Ética contra Eduardo, que se fia, como o pai, na compra do Centrão para se livrar da cafajestada.

Mas vale para que se faça uma anticampanha contra ele, para que não se reeleja este ano. Ele e todos os que trocaram de domicílio por São Paulo, apostando que o eleitor de lá seja idiota: o ministro Tarcísio, Moro e conja, e até Eduardo Cunha, além de Eduardo Bolsonaro, que nunca morou lá.

Todos merecem, como diria Brizola, "um não rotundo" do eleitor paulista que tenha vergonha na cara.

Assine o Blog do Mello



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.