segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Moro afronta a lei e não entrega à Folha documento sigiloso sobre laranjas que repassou a Bolsonaro

Moro preocupado

Negativa do Moro pode ser tentativa de ocultar outra ilegalidade: a de ter passado ao presidente dados sigilosos



O ministério da Justiça demorou 33 dias para enviar à Folha uma resposta sucinta em que negou acesso a documento solicitado pelo jornal.

Em nome da Lei de Acesso, de 2012, a Folha solicitou ao ministério da Justiça que enviasse cópia do documento que Moro havia repassado a Bolsonaro sobre o inquérito que investiga os laranjas do PSL, partido do presidente.

Além de não enviar o documento, o ministério desrespeitou a Lei. Ela diz que os órgãos públicos têm 20 dias para a resposta, prazo que pode ser prorrogado por mais dez dias.

O caso dos laranjas do PSL envolve algumas das principais figuras do partido, inclusive o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio.

O próprio Bolsonaro revelou a repórteres que Moro lhe havia enviado um relatório sobre as investigações, que são sigilosas.

Questionado, Moro respondeu à época que repassara apenas aquilo que já estava em domínio público.

A Folha então pediu então oficialmente ao ministério acesso ao documento, o que vem sendo negado de forma ilegal pelo ministro.

Mais uma ilegalidade do justiceiro de Curitiba. Mais uma armadilha de Bolsonaro que paga Moro como marreco pato.




Leia também:
Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado