terça-feira, 24 de setembro de 2019

Lei de Moro dá licença para matar a policiais e milicianos

Moro, com arte Licença para matar

"Excludente de ilicitude" de Moro é caminho para legalizar assassinatos por policiais e policiais-milicianos

O ministro Sergio Moro, o ex-justiceiro de Curitiba demolido pela Vaza Jato, pode argumentar que não, que não é bem isso, mas o que seu excludente de ilicitude dá ao policial é uma licença para matar.

Ao poder alegar que agiu sob intensa emoção, Moro dá ao policial o poder de definir o que vai fazer (matar), fazê-lo (praticar o ato) e absolver-se (foi intensa emoção).

É priva de que Moro não é flor exótica no sangrento jardim dos Bolsonaro. Pelo contrário, é jardineiro que quer cuidar e proteger a solução violenta.

Como se sabe, é estreita a relação entre policiais e milícias e, em geral, milicianos são policiais da ativa ou ex.
Radicalmente contra a medida, Nelson Jobim, o ex-presidente do Supremo e ex-ministro da Justiça e da Defesa, diz que só a discussão, em si, já “estimula a polícia a fazer, mais e mais abertamente, o que já faz”. Ele explica que seria “legitimar a agressão por parte do poder público e sem o controle da operação, que seria do próprio policial”. Ou seja, corresponderia a outorgar ao policial “um poder discricionário”, porque é ele quem controla a operação, a versão e o desfecho. 

Outro ex-ministro do Supremo vai além: se o policial sabe que não corre risco, que ficará impune e acaba atirando sem pensar até em crianças na escola, brincando e passeando com pais e avós, esse policial pode pisar ainda mais fundo nesse acelerador macabro. Se mata tão facilmente uma menina com um tiro nas costas, que dificuldade teria para matar também as testemunhas? Basta alegar que elas o ameaçavam e foi tudo em legítima defesa. Sem testemunhas, qualquer história ganha asas. Ainda mais se o poder público autoriza, permite, até estimula. Barbárie. [Eliane Cantanhede, Estadão]


Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado