terça-feira, 22 de outubro de 2019

Estados Unidos ameaçam Bolívia: 'EUA rejeitam tentativa do Tribunal Eleitoral de subverter democracia na Bolívia'

Tuíte de Kozak

Secretário dos EUA para o Hemisfério Ocidental conclama ação imediata do Tribunal Eleitoral boliviano


Em seu perfil no Twitter (o governo dos EUA funciona pelo aplicativo), o secretário para o Hemisfério Ocidental Michael G. Kozak mandou recado de advertência ao governo da Bolívia. O Tribunal Eleitoral, segundo Kozak, tem que agir imediatamente para "restaurar a credibilidade do processo".
"EUA rejeitam tentativa do Tribunal Eleitoral de subverter democracia na Bolívia".
Mas quem está tentando subverter a democracia na Bolívia é o candidato dos Estados Unidos Carlos Mesa, que não aceita a derrota nas urnas e incita à rebelião.

Ontem, partidários de Mesa provocaram tumulto diante do prédio no centro de La Paz, onde está sendo feita a contagem dos votos, acusando fraude na apuração.

O que está acontecendo na Bolívia é o mesmo que houve no segundo turno de Aécio contra Dilma aqui no Brasil. Enquanto as urnas apuradas inicialmente eram de grandes centros, Aécio tinha vantagem sobre Dilma. Quando começaram a ser contados os votos do Nordeste e dos pequenos municípios, Dilma reagiu e venceu.

O mesmo acontece na Bolívia. No início da apuração, com os votos das grandes cidades, Mesa chegou a estar pouco atrás de Morales (objetivo dele não era chegar à frente, porque sabia ser impossível agora, mas evitar a derrota em primeiro turno).

Só que, quando começaram a abrir as urnas do interior da Bolívia, Evo disparou, porque tem mais de 70% dos votos da área rural, e, faltando ainda quase 5% de votos a serem apurados, a vantagem seria ainda maior em favor de Evo, como deve apontar o resultado final, com mais de 12% de Evo sobre Carlos Mesa - o suficiente para garantir mais uma reeleição de Morales.

Mesa agiu então como Aécio e começou a tocar terror e dar declarações de que a eleição estava sendo fraudada.

Os Estados Unidos fazem sua parte.

Evo se prepare, porque aqui no Brasil já vimos como esse filme termina: com impeachment de Dilma e a chegada ao poder de um vassalo dos Estados Unidos, Jair Bolsonaro (eleito mediante fraude) .

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado