quinta-feira, 2 de abril de 2020

Trump age como compradores de papel higiênico, esvazia galpões de equipamentos médicos da China e deixa Brasil na mão

Equipamentos médicos nos EUA


Trump agiu rápido e fez compra bilionária na China



Assim como Bolsonaro, Trump demorou para ver cair sua ficha sobre a grave pandemia da COVID-19.

Mas, diferentemente do brasileiro, que seguiu batendo de frente com a realidade, Trump tratou de corrigir a rota, defender que as pessoas fiquem em casa, e foi às compras ao modo dos EUA: raspou os depósitos chineses de equipamento para o combate da pandemia, como consumidores fizeram com estoques de papel higiênico ao redor do mundo, sem que ninguém tenha dado até hoje uma explicação convincente do porquê disso.

Fato é que o Brasil ficou na mão.
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta quarta-feira (1º) que parte das compras que seriam feitas pelo Brasil de equipamentos de proteção individual para uso na rede de saúde devido ao novo coronavírus "caiu" após os Estados Unidos adquirir um grande volume de produtos da China.
"Hoje os Estados Unidos mandaram 23 aviões cargueiros dos maiores para a China, para levar o material que eles adquiriram. As nossas compras, que tínhamos expectativa de concretizá-las para poder fazer o abastecimento, muitas caíram", afirmou o ministro. "Mais do que nunca temos que poupar ao máximo." [Folha]
Tudo isso enquanto Bolsonaro se vangloriava nas redes de ter conversado pelo telefone com Trump na manhã de ontem. Disse que trocaram ideias, mas não foi exatamente o que afirmou Trump aos jornalistas na Casa Branca:
"Ele está trabalhando muito. Ele tem um problema com o vírus. Ele tem um grande problema e nós conversamos sobre isso hoje. Nós fizemos um telefonema nesta manhã. E o Brasil está em reclusão. Eles não iam entrar em reclusão, mas tiveram que fazer isso. O mundo está em reclusão", afirmou Trump. [G1]
Mais adiante, a matéria do G1 de onde tirei a declaração acima afirma o seguinte:
O presidente Donald Trump agradeceu o Brasil pela cooperação para repatriar cidadãos dos EUA que queriam voltar para a casa e elogiou a relação entre os dois países que continuam a dirigir esforços contra a Covid 19. 
Será que Trump conseguiu que o Brasil pagasse a repatriação dos cidadãos dos EUA?

Só faltava essa. Além de bater continência para a bandeira dos EUA, viver bajulando Trump, pagar a repatriação dos estadunidenses com dinheiro que falta ao Brasil. Ou alguém duvida que ele seja capaz disso?

Ajude o Mello a tocar o blog. Faça uma assinatura. É seguro, rápido e fácil
Sua assinatura faz a diferença e ajuda a manter o blog
Apenas R$ 10. Todos os cartões são aceitos. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento




Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado