segunda-feira, 4 de maio de 2020

Segredo da Costa Rica, que tem menor número de mortes pela COVID-19 na AL, é fazer tudo ao contrário de Bolsonaro


Saúde, previdência e educação: Segredos da Costa Rica



Com uma população em torno de 5 milhões de habitantes, a Costa Rica tem a menor taxa de letalidade da América Latina.

Lá, até 1 de maio, são pouco mais de 700 infectados e apenas seis mortes. A taxa de letalidade, que indica o número de mortos entre pacientes infectados, é de 0,86%, enquanto no Brasil bolsonaro é de 6,8%.

O segredo é fazer exatamente o oposto do Brasil sob Bolsonaro.

Enquanto no Brasil, uma das primeiras medidas de Jair Mentira Bolsonaro, quando ainda nem havia assumido a presidência, mas já eleito, foi expulsar do Brasil 14 mil médicos cubanos do Programa Mais Médicos, que davam assistência primária à população mais desassistida do Brasil, na Costa Rica ocorre o oposto.

O Mais Médicos de lá (Equipes Básicas de Assistência Integral à Saúde (Ebais)) faz o atendimento primário à população.
As Ebais têm sido a primeira linha de resposta à pandemia na Costa Rica e é um dos fatores que permitiram ao país ter a menor taxa de mortalidade por covid-19 na América Latina, dizem especialistas.
Os números de internação são baixos — na quarta-feira (29/04), o país contava 400 casos ativos e apenas 16 pacientes internados.
Mais de 320 pessoas se recuperaram da doença.
"Nossa melhor vacina contra a covid-19 é ter uma população disciplinada e educada e um sistema de saúde bastante consolidado", disse à BBC Mundo o Dr. Luis Villalobos, especialista em saúde pública da Costa Rica.
"Não investimos no Exército (o país não tem Exército), mas gastamos muito em saúde, previdência e educação, e isso tem sido muito importante", acrescenta o também ex-reitor da Faculdade de Medicina da Universidade de Costa Rica.
(...) As Ebais têm mais de mil centros de saúde espalhadas pelo país, com médicos, enfermeiros, assistentes técnicos e farmacêuticos. A ênfase foi na fase de detecção, crucial para conter infecções.
(...) Enquanto vários países enfrentam falta de letos de UTIs, a Costa Rica tem os cerca de 100 leitos disponíveis para os apenas 16 pacientes hospitalizados — e apenas oito deles sob tratamento intensivo. Há cerca de 400 respiradores artificiais à disposição, e o governo anunciou a aquisição de mais 300.
Além disso, diferentemente do Brasil, onde o presidente incentiva as pessoas a irem para as ruas, logo nos primeiros casos da pandemia a Costa Rica fechou as fronteiras e fez intenso trabalho em favor do distanciamento social, do "Fiquem em casa", com campanhas educativas e o auxilio das Ebais.
Especialistas e autoridades destacam que os costarriquenhos seguiram as instruções notavelmente, diferentemente de outros países.
Um relatório do Google baseado na localização de telefones celulares mostrou que as visitas a lojas e espaços públicos foram reduzidas em 84% e a praias ou centros de recreação, 82%.
"Nossa melhor vacina contra a covid-19 é ter uma população disciplinada e educada e um sistema de saúde bastante consolidado", disse à BBC Mundo o Dr. Luis Villalobos, especialista em saúde pública da Costa Rica.
"Não investimos no Exército (o país não tem Exército), mas gastamos muito em saúde, previdência e educação, e isso tem sido muito importante", acrescenta o também ex-reitor da Faculdade de Medicina da Universidade de Costa Rica.
[Fonte: BBC]
Enquanto isso, no Brasil, Bolsonaro trabalha associado ao vírus, incentivando as pessoas a irem para as ruas, dificultando acesso a testes, equipamentos, ao auxílio de R$ 600 (que ele queria que fossem apenas R$ 200), criando um ambiente caótico, preocupado apenas em livrar os filhos e   a si mesmo da cadeia.






Recentes:

Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
(Apenas Assinantes)

Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado