quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Hipócrita, Dallagnol atacou prescrição de crimes dos outros, mas aceita para os seus


A melhor maneira de denunciar um hipócrita é mostrar como ele se comporta diante dos mesmos fatos, quando ele está ou não envolvido no caso.

Repare no vídeo abaixo, o que Dallagnol, o procurador de deus da Lava Jato, pensa sobre a prescrição de crimes, quando, por ter ultrapassado o tempo previsto em lei, um crime deixa de ser crime, embora seja.

Ele é totalmente contra. Diz que é "um atestado de boa conduta para o criminoso, como se o crime não tivesse acontecido".

Pois foi o que ocorreu no caso do julgamento de Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público por sua conduta no famoso episódio do Power Point contra Lula, sem nenhuma prova, "mas com convicção", como ele mesmo afirmou na época.

O caso estava para ser julgado desde 2018, mas foi adiado por 42 vezes, e quando foi julgado agora foi arquivado, por prescrição.

Não se ouviu uma palavra de Dallagnol criticando a decisão do CNMP...

Assista ao vídeo:





Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado