sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Por que afastamento do cargo vale para Witzel e não para os Bolsonaro?


Um ministro do STJ decidiu sozinho, monocraticamente como se diz, pelo afastamento do governador eleito, frise-se, do Rio, Wilson Witzel.

Witzel até o momento é só acusado, não foi julgado nem declarado culpado ou teve seu impeachment aprovado pela Assembleia do Rio.

Como um juiz sozinho tem o poder de passar por cima disso tudo e afastá-lo é algo totalmente absurdo. 

Pelo que foi divulgado até o momento, a acusação contra Witzel se baseia numa série de pagamentos mensais ao escritório de advocacia de sua mulher.

Os valores pagos por quatro empresas somavam em torno de R$ 60 mil. Um rachuncho de R$ 15 mil para cada uma por mês, o que não me parece fora do padrão para escritórios de advocacia.

Mas, por que o que vale para Witzel não vale para os Bolsonaro?

Jair e Flávio estão enrolados até o pescoço com a corrupção gerenciada por Queiroz, chamada de rachadinha.

Como a mulher de Witzel, as de Jair e Flávio receberam dinheiro do esquema. A de Witzel tem ao menos a desculpa de que o dinheiro era por seus serviços de advocacia.

E as mulheres de Flávio e Jair?

Aliás, presidente Bolsonaro, por que sua mulher Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?

Por que o afastamento não vale para os Bolsonaro como valeu para Witzel?



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado