terça-feira, 1 de março de 2022

Guerra na Ucrânia mostra como é perigoso ficarmos dependentes de Google e Meta (Facebook)

Imagine você ser atacado e acusado por todos os lados e não poder se defender ou ao menos dar sua versão dos fatos. É o que está acontecendo com a Rússia neste momento na Europa, durante a guerra da Ucrânia.

Google e Meta (o nome que Facebook passou a adotar para esconder sua imagem queimada) bloquearam conteúdo das principais mídias russas em todo o continente europeu.

Toda a informação tem apenas um lado da história: os malvados russos invadiram a democrática Ucrânia, e seus bravos cidadãos (muitos deles assumidamente nazistas, mas, quem não tem defeitos?) estão sendo esmagados pelo ditador Putin.

Não importam as razões da Rússia para fazer o que fez e está fazendo, consumidores de notícias do continente europeu só têm notícias contra ela e seu presidente Putin.

A batalha informativa é um dos principais terrenos da guerra e nessa área o Ocidente está lutando sozinho contra um adversário emudecido.

Esse é o perigo de as pessoas se informarem apenas pelas mídias sociais, não buscarem fontes alternativas confiáveis ou, se possível, primárias de informação.

Não são apenas os algoritmos que determinam o que você pode ou não ver, ler, escutar. São as forças por trás de Google e Meta (Facebook) que determinam o que você pode saber, por exemplo, sobre a guerra da Ucrânia e para que lado deve torcer.

A agenda-setting, não apenas das Big Techs mas da mídia corporativa também, quer que você compre a versão ocidental da guerra, ao mesmo tempo em que esconde os crimes e a invasão de Israel na Palestina, e as sucessivas invasões e destruições dos Estados Unidos (no momento em ataques com drones na Somália) pelo planeta.

No Brasil, ainda é possível o acesso aos sites russos de notícias Sputnik e RT, que você deve acessar para ter informação dos dois lados da guerra. 

Aqui no Blog você tem alguma informação nesse sentido.

Assine o Blog do Mello





Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos



Recentes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, um dos poucos sem popups de anúncios, que vive apenas do trabalho do blogueiro e da contribuição dos leitores.
Colabore via PIX pela chave: blogdomello@gmail.com
Obrigado.